Ter um filho(a) na teoria e na prática

Só uma dose de realidade, porque não é do meu feitio enganar as pessoas. Rs

Atire a primeira pedra quem não concorda (e já teve um bebê). Mesmo assim é gostoso, ok? E dizem que melhora. A Sofia ainda não tem 2 meses. (Dizem que melhora com 3, estamos aguardando kkk).

Os maridos das minhas amigas que querem filhos que me perdoem, mas é melhor que elas saibam a verdade e, mesmo assim, queiram ter seus filhos. Acreditem, elas vão querer.

 

O item teoria é baseado no que eu imaginava. O item prática no que ocorreu / está ocorrendo. Poderia ser substituído por “antes e depois”.

 

Na teoria: ela vai dormir como um anjo.  Na prática: ela vai rir da sua cara quando você tentar niná-la. kkk

Na teoria: ela vai dormir como um anjo.
Na prática: ela vai rir da sua cara quando você tentar niná-la.

Com o tempo vou completando essa lista!

 

Parto

Na teoria: Você terá um parto natural lindo, seu bebê irá para seus braços e fará toda a dor ser esquecida.

 

Na prática: Nem todos os partos tem um final como esse. O bebê pode simplesmente não sair e você vai ter só a lembrança da dor – que claro, vai ser esquecido um dia – espero. (No meu caso, o desfecho foi bem doloroso, vide relato).

 

Amamentação

Na teoria: O bebê irá nascer e irá pegar seu peito e tudo será lindo.

 

Na prática: A amamentação não é instintiva nem pra mãe nem para o bebê e pode ser que nem ele nem você saibam fazer a pega correta, o que acarreta em machucados e nada do prazer que vemos na TV. Texto muito bom sobre o tema: http://minhamaequedisse.com/2012/08/123-preparar-amamentar/

 

+

Na teoria: Ordenhe antes de dar o peito para ele não ficar cheio e prejudicar a pega.

Na prática: O bebê está se esgoelando de fome, não dá tempo.

 

Na teoria: Não deixe o bebê pegar errado. Tire e coloque de novo.

Na prática: O bebê está se esgoelando de fome, não dá tempo.

 

Na teoria: Sente-se em um local confortável, com as costas retas e relaxa.

Na prática: O bebê está se esgoelando de fome, não dá tempo.

 

Amamentação exclusiva

Na teoria: Eu nunca vou dar fórmula pro meu bebê. A amamentação será exclusiva até os 6 meses – pelo menos.

 

Na prática: Você pode ficar com úlceras nos mamilos e ser proibida pelo médico de amamentar. No primeiro sinal de que seu bebê está perdendo peso, você não hesitará em dar fórmula.

 

Nota da autora: Aquela cumplicidade e conexão que dizem que só é possível com a amamentação, eu senti na primeira vez que dei mamadeira pra minha filha. Ela me olhou e ambas estávamos felizes. Eu sem uma dor insuportável (quem quiser ver como é uma úlcera no mamilo é só me pedir a foto – fissura é diferente, antes que me joguem pedras, ok?), ela “comendo” feliz e sem sofrer com o meu sofrimento. Porque minha tensão, óbvio, passava pra ela. Amamentar era um suplício.

Cólica

Na teoria: (que eu aprendi no pré-Natal da Casa Ângela) Cólica não existe, é um desconforto porque o bebê ainda não conhece seu corpo. Camomila em compressa resolve.

Na prática: É desesperador ouvir ela chorar e sentir que ela está se contorcendo de dor. Não tem nada pior do que ver que seu filho sente dor. Você vai fazer tudo o que ler na internet e dar todos os remédios que tiver à disposição. (Colic Calm é vida, diga-se de passagem. #ficadica)

 

Baby blues

Na teoria: Uma tristeza passageira nos primeiros dias do bebê.

 

Na prática: Uma vontade BIZARRA de chorar junto com o bebê e joga-lo pela janela. Ainda bem que dura só alguns dias / semanas mesmo, senão seria perigoso.

 

Babá

Na teoria: Que absurdo você deixar de cuidar do seu filho por comodidade.

 

Na prática: Que inveja de quem tem babá. Ainda bem que tenho minha sogra que me ajuda diariamente a dormir 3 horas contínuas por dia e minha mãe que me acolhe na casa dela sempre que possível.

 

Dia a dia

Na teoria: Quero ficar a maior parte do tempo com minha filha, quero ficar sozinha com ela.

 

Na prática: Pelo amor de Deus, segura ela um pouco pra mim. (Isso pode ser dito a qualquer pessoa, sem distinção de parentesco kkk)

 

Cocô

Na teoria: Fica dentro da fralda.

 

Na prática: Sempre (ou 90% das vezes) suja mais do que a fralda e é explosivo.

 

Paciência

Na teoria: Algo que você terá que ter.

Na prática: Algo que você não tem opção a não ser tirar de dentro do seu âmago pra conseguir lidar.

 

Como disse, vou completando quando for lembrando dos itens. Moms, deixem nos comentários seus “teoria x prática” para eu acrescentar aqui!

PS: Isso tudo porque tenho uma bebê boazinha, que dorme relativamente bem, não chora muito a não ser quando tem alguma necessidade ou dor.

5 comentários sobre “Ter um filho(a) na teoria e na prática

  1. Adorei o post e ri muito (acho que de nervosa), pois tenho uma filha que acabou de completar 3 anos e passei por tudo “sozinha”, meu marido trabalhava o dia todo e ninguém foi me ajudar, não tive nem um cochilo nos primeiros 15 dias, meu leite empedrou e meus seios sangravam, meus pontos (parto (a)normal), infeccionaram, …melhor nem puxar muito a memória pra não lembrar mesmo! Mas hj em dia comecei a pensar em ter outro…ou seja, a gente realmente tem amnésia depois de um tempo…kkk
    Se vc puder me enviar as fotos do seu problema nos seios, talvez me ajude a entender o q tive. Obrigada e parabéns pela filhota 😍

    Curtir

  2. Acredite minha querida, quando estamos no meio de uma tempestade ficamos assustados com medo mas depois tudo passa!!!! Eu só tive a primeira noite de sono quando meu filho estava com 8 meses e tão logo ele completou 1ano e meio tirei o Dill e lá estava eu tentando ter meu segundo filho, quem acompanhou tudo dizia pra mim “você é loucaaaa!!!! E sabe o que eu respondia não o meu amor e coração de Mãe pedia mais um irmãozinho para meu filho como que algum dia ele poderia ficar sozinho no mundo qdo eu e meu marido não estiveremos mais aqui!!!! Então logo logo vou ver  VC dividindo conosco esta nova novidade, VC vai ver. Beijo grande e curta bastante pq vai passar tudo muito rápido meu filhos já estão com 15 anos, Bruno e outro 10 o Enzo.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s